Skip to main content
search
  • Sala de recuperação: algumas pacientes precisam ficar algumas horas na sala de recuperação anestésica (ou até mesmo na unidade de terapia intensiva ou semi-intensiva). Nestes setores, você estará recebendo todos os cuidados necessários para que o seu restabelecimento seja mais rápido. Converse com seu médico sobre isso.
  • Dieta: a dieta será liberada logo após o fim da cirurgia, quando você estiver bem acordada. No começo, prefira alimentos leves e coma lentamente.
  • Dor: É normal que você sinta algumas dores no pós-operatório. Existem vários medicamentos que ajudarão a tolerar melhor estas dores. Caso a dor esteja muito forte, ou te impeça de se movimentar normalmente, mesmo com estas medicações, avise a equipe de enfermagem (durante a internação) ou a equipe de cirurgia (após a alta).
  • Drenos: algumas vezes será necessário utilizar drenos por alguns dias no local operado. Os drenos são muito úteis porque ajudam a remover as secreções que se formam no local da cirurgia e isto ajuda na recuperação. ATENÇÃO: o vácuo do dreno precisa ser sempre mantido e você deve anotar a quantidade de líquido que é retirado. Peça informações às enfermeiras sobre como cuidar do dreno em casa.
  • Posição no leito:
    • Assim que possível, tente sentar no leito com o tronco o mais reto possível, se preciso com a ajuda de travesseiros. Esta posição facilita muito o trabalho dos seus pulmões.
    • Enquanto estiver deitada, coloque travesseiros embaixo das mãos, para mantê-las elevadas.
    • Evite sentar ou deitar com as pernas cruzadas, pois esta posição torna o fluxo sanguíneo um pouco mais lento, aumentando o risco de formação de trombos (sangue coagulado dentro dos vasos) nas veias das pernas.
  • Movimentação fora do leito:
    • A movimentação fora do leito lhe ajudará a se recuperar mais rápido, além de prevenir complicações.
    • ATENÇÃO: sempre peça ajuda para levantar da cama! É normal que muitas pacientes apresentem hipotensão nas primeiras vezes que se levantam após a cirurgia.
    • Quando a equipe de enfermagem (ou seu médico) autorizar, você poderá se levantar do leito. O ideal é ficar um pouco sentada na cama, depois sentar-se numa cadeira e permanecer algum tempo sentada antes de começar a caminhar (ATENÇÃO: sempre com a ajuda de alguém).
    • Para ajudar a prevenir pneumonia, problemas respiratórios e formação de trombos, faça os exercícios como os demonstrados a seguir. Antes de iniciá-los, pergunte ao seu médico ou enfermeiro se você já está em condições de fazê-los.

Exercício de tosse e respiração profunda

  1. Relaxe os ombros
  2. Abrace seu travesseiro
  3. Encha o peito de ar pelo nariz com a boca fechada
  4. Solte o ar lentamente pela boca e tente tossir.

Repita estes movimentos, pelo menos, duas a seis vezes ao dia.

Exercício para as pernas
Flexão dos pés (fazer deitado)

  1. Mantenha as pernas esticadas.
  2. Dobre os pés para cima e para baixo lentamente.
  3. Faça 15 movimentos com cada pé.

Rotação dos pés (fazer deitado)

  1. Rode os pés descrevendo círculos com a ponta dos dedos.
  2. Faça 10 círculos com cada pé.

Repita os exercícios, pelo menos, seis vezes ao dia.


Autores:

Portal Câncer de Mama Brasil

Portal Câncer de Mama Brasil

Dr. Eduardo Millen • Rio de Janeiro/RJ – CRM-RJ: 5263960-5
Dr. Felipe Zerwes • Porto Alegre/RS – CRM-RS: 19.262
Dr. Francisco Pimentel Cavalcante • Fortaleza/CE – CRM-CE: 7.765
Dr. Guilherme Novita • São Paulo/SP – CRM-SP: 97.408
Dr. Hélio Rubens de Oliveira Filho • Curitiba/PR – CRM-PR: 20.748
Dr. João Henrique Penna Reis • Belo Horizonte/MG – CRM-MG: 24.791

Close Menu