Câncer de mama

Você sabia que o câncer tem cura de 100% se identificado e tratado desde a fase inicial?

O câncer de mama é uma doença que aflige muitas mulheres, mas também pode ser ocorrer em homens. Os casos são mais raros, menos de 1% em geral.

O câncer de mama é a alteração na mensagem genética das células da mama que crescem invadindo os demais tecidos. Se diagnosticado com antecedência pode ser tratado e curado.

Não existe uma prevenção primária do câncer. O que deve ser feito são exames regulares que poderão identificar a doença logo no início, com indicação de tratamento com 100% de sucesso na recuperação.

Os sintomas surgem tardiamente podendo sentir o nódulo nas mamas, saliências que ocorrem nas mamas ou axilas, alterações do tamanho e formato das mamas, retrações na pele e no complexo aréolo-mamilar (bico do seio) e secreções papilares espontâneas. Isso são alguns sinais possíveis, mas não significa que é realmente a doença, não substituindo os exames de mamografia.

Câncer de Mama é hereditário?
Nem todos os cânceres de mama são hereditários. Talvez 10% são considerados Hereditários, algo muito raro. Esse risco aumenta apenas quando os parentes mais próximos foram vítimas dessa doença com câncer nas duas mamas ou de ovário que tenham sido acometidas com menos de 40 anos.

Como é o tratamento do câncer de mama?
O tratamento do câncer de mama pode ser cirúrgico, quimioterápico, radioterápico, mas tudo dependendo do estado da doença.

Aqui estão algumas coisas importantes que todos nós devemos saber sobre essa doença, com o objetivo de compartilhar cada vez mais esse conhecimento. Quanto mais pessoas souberem os métodos para prevenção do Câncer, mais conseguiremos atingir o objetivo de uma saúde melhor para todos.

Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com um dos médicos, pois eles estarão à disposição para sanar as dúvidas.

O que é Mastologia?

Mastologia ou Senologia é a área dedicada aos estudos das gandulas mamárias, seja para o tratamento de doença, prevenção, diagnósticos ou reabilitação dos pacientes. Para ser um médico Mastologista é necessário uma caminhada de 2 a 3 anos de formação com residência médica, cirurgia geral ou toco-ginecologia. O Brasil é referência nos quesitos de avanços em estudos de Mastologia, algo para ficarmos mais orgulhosos.