Skip to main content
search

quando-precisamos-retirar-os-linfonodos-axilares-wide

A retirada cirúrgica dos linfonodos (ou gânglios) da axila deve ser realizada nos casos de câncer de mama.​ A técnica de escolha na maioria dos casos é a biópsia de linfonodo sentinela. Para localizar este gânglio injeta-se um marcador (corante ou radiação) na mama, que é drenado pelo sistema linfático e para num primeiro linfonodo, denominado sentinela.​ As cirurgias com retirada de muitos gânglios tem mais risco de complicações, tais como edema do braço ou restrição à movimentação. Mas, as técnicas cirúrgicas mais conservadoras e a fisioterapia para reabilitação diminuíram bastante este risco.​ O portal Câncer de Mama Brasil tem o objetivo de trazer informações de qualidade sobre a prevenção e tratamento do câncer de mama e outras doenças mamárias.

A retirada cirúrgica dos linfonodos (ou gânglios) da axila deve ser realizada nos casos de câncer de mama.​

A técnica de escolha na maioria dos casos é a biópsia de linfonodo sentinela. Para localizar este gânglio injeta-se um marcador (corante ou radiação) na mama, que é drenado pelo sistema linfático e para num primeiro linfonodo, denominado sentinela.​

As cirurgias com retirada de muitos gânglios tem mais risco de complicações, tais como edema do braço ou restrição à movimentação. Mas, as técnicas cirúrgicas mais conservadoras e a fisioterapia para reabilitação diminuíram bastante este risco.​

O portal Câncer de Mama Brasil tem o objetivo de trazer informações de qualidade sobre a prevenção e tratamento do câncer de mama e outras doenças mamárias.

Close Menu