quem é o mastologista?

Médico especializado em doenças da mama, diagnostica e trata os problemas relacionados à glândula mamária

O mastologista é o médico especializado em doenças mamárias. Cabe a este profissional o diagnóstico e o tratamento de todos os problemas relacionados à glândula mamária, desde as alterações benignas até o câncer de mama.

Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, a Mastologia é a especialidade médica que estuda, previne, diagnostica e trata as doenças, alterações congênitas e adquiridas das mamas ou a elas relacionadas, promovendo e executando, à luz do que dispõe a Ciência Médica, os meios terapêuticos – cirúrgicos, reparadores e clínicos – necessários.

O mastologista é o médico portador do título de especialista conferido pela Sociedade Brasileira de Mastologia ou de título similar desde que devidamente reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina.

Inicialmente, o tratamento dos problemas mamários era feito pelo cirurgião geral. Alguns países, dentre eles o Brasil, também tinham ginecologistas que cuidavam desta área. Porém, nas últimas décadas surgiram inúmeros avanços no tratamento das doenças mamárias, principalmente do câncer de mama. Com o aumento da informação e complexidade, tornou-se necessário o surgimento de médicos com conhecimento da clínica e da fisiologia mamária, dos exames diagnósticos, das diferentes cirurgias e dos tratamentos medicamentosos.

Hoje, o mastologista está habilitado pelo Conselho Federal de Medicina a realizar exames de imagem, biópsias percutâneas, tratamentos cirúrgicos, reconstrução mamária, cirurgias estéticas da mama e tratamentos medicamentosos, incluindo a quimioterapia.

A formação do mastologista consiste em dois anos de residência médica em Mastologia. Só podem ser candidatos os médicos que tenham concluído residência médica em Cirurgia Geral ou Ginecologia e Obstetrícia.

Apesar da residência médica em Mastologia focar principalmente em cirurgia mamária, o especialista em formação também acompanha os serviços de imagem e biópsia mamária, patologia, radioterapia e oncologia clínica. Além disso, os mastologistas devem fazer a prova do Título de Especialista em Mastologia (TEMa), organizada pela Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e pela Associação Brasileira de Medicina (AMB). Além dos egressos de residência médica em Mastologia, esta prova também pode ser feita por profissionais que tenham formação em Cirurgia Geral ou Ginecologia e tenham ao menos quatro  anos de experiência prática no tratamento de problemas mamários.

A recomendação é de que todas as pessoas com problemas mamários procurem os médicos mastologistas reconhecidos pela Sociedade Brasileira de Mastologia.

A lista destes profissionais pode ser encontrada no site da entidade: www.sbmastologia.com.br

Autores:
Compartilhar