Câncer de Mama e o Cinema

O câncer de mama não afeta apenas a mulher com a doença mas também toda a família, despertando a atenção de todos, incluindo a indústria do cinema, onde diversos filmes retrataram a doença.

O Câncer de mama e o Cinema

O câncer de mama é a doença maligna que mais acomete as mulheres. Quando diagnosticado em estágios precoces, a chance de cura será maior que 90%. Entretanto, Independente do sucesso do tratamento, a doença acarreta um impacto importante na vida das pessoas devido a influência no ambiente familiar e na sociedade em geral, devido aos custos e força de trabalho.

A mídia sempre teve interesse no tema câncer. O Jimmy Fund, criado em Boston na década de 1940 com o intuito de captar recursos para pesquisas sobre o câncer, já teve, naquela época, atenção especial da mídia, incluindo radio e TV. Com a industria cinematográfica não foi diferente: diversos filmes foram produzidos ao longo dos anos. Esses filmes chamaram atenção acerca da doença, pois trazem lições de vida, reflexões sobre nosso papel na prevenção, tratamento e na vida após o câncer. Alguns reais, outro fictícios, estas películas conseguem retratar, pelo menos parcialmente, a importância do assunto.

Talvez um dos fatos mais surpreendentes na história do cinema não tenha sido propriamente um filme, mas o anúncio da retirada profilática das mamas pela atriz Angelina Jolie: o reflexo disso foi o aumento das cirurgias profiláticas em todo mundo.

Estes fatos e filmes indubitavelmente tem o poder de influenciar as pessoas ao redor do mundo, principalmente porque pacientes e familiares acabam tracando um paralelo com sua trajetória.

Seguem algumas sugestões de filmes sobre câncer para ver neste outubro rosa.

  1. Lado a Lado.
    No elenco, a presença de Susan Sarandon, Julia Roberts e Ed Harris. Em resumo, trata-se do aparecimento do câncer de mama em mulher divorciada que tem de vivenciar um relacionamento novo do ex-marido e filhos, tendo ao mesmo tempo que conviver com a doença e tratamento. Produzido em 1998.
  2. Uma chance para viver.
    Esta é a história real de um pesquisador que descobriu uma nova droga que teve impacto significante em um tipo agressivo de câncer de mama. Esta terapia mudou a história natural deste subtipo específico, sendo um exemplo de sucesso do tratamento medicamentoso. Produzido em 2008.
  3. Um Golpe do Destino.
    Não é sobre câncer de mama especificamente: trata-se de um médico renomado que tratava seus pacientes friamente até diagnosticar um câncer de laringe e se tornar paciente. Willian Hurt faz o papel principal.
  4. Já Estou com Saudades.
    O filme trata da amizade de duas amigas desde a infância. Uma delas tem diagnóstico de câncer de mama no momento que a outra está gravida. Produção de 2015.
  5. O Imperador de Todos os Males.
    Não é um filme, mas um documentário baseado em um livro de mesmo nome que descreve a trajetória do câncer desde muitos anos atrás até a atualidade, como se fosse uma biografia da doença.

Vale salientar que apesar de bom entretenimento, estes filmes não refletem obrigatoriamente nossa opinião e talvez não seja unanimidade para todos que venham assisti-los.

Autores:
Compartilhar