Mutações BRCA 1, BRCA 2, TP53, PTEN e PALB 2

Dr. Guilherme Novita comenta neste novo vídeo sobre as mutações de DNA que podem aumentar bastante o risco de câncer de mama.

Após a cirurgia da atriz Angelina Jolie houve grande aumento dos testes genéticos, permitindo o conhecimento de mais mutações que podem causar câncer de mama.

As mutações atrapalham a divisão do DNA da célula mamária, podendo permitir o surgimento de uma célula “anômala” como o câncer. As alterações mais estudadas são as mutações de BRCA 1 e BRCA 2, que aumentam bastante o risco de câncer de mama. Mas, existem outros genes que também são importantes, como o TP53, o PTEN e o PALB-2.

O exame genético traz informações de milhares de possíveis alterações genéticas, mas a maioria delas é pouco relevante. Sendo assim, é muito importante ter a orientação adequada de um médico que conheça o assunto antes de fazer o exame.

Compartilhar