O que é paaf – punção aspirativa com agulha fina?

A Punção aspirativa com agulha fina (PAAF) representa o método mais simples de obter material para diagnóstico e avaliar nódulos de mama.

O exame PAAF é uma Punção Aspirativa por Agulha Fina realizada com fins de retirada de material citológico para análise patológica.

A PAAF tem o objetivo de “se obter material para a análise das células que compõem o(s) nódulo(s)”, esclarece. Este tipo de biópsia é muito útil para o “esvaziamento completo de cistos palpáveis ou inflamados, promovendo alívio das dores mamárias, sendo esta uma de suas principais indicações”, diz Dr. Gustavo.

 

Consiste na utilização idealmente de uma seringa de 20 ml acoplada a uma agulha fina, que introduzida no nódulo de mama, através de delicados movimentos repetitivos, permite a obtenção de células e diagnóstico de câncer de mama.

Apresenta excelente indicação na diferenciação de nódulos sólidos dos cistos de mama. Estes por terem seu conteúdo preenchido por líquido, permitem sua aspiração e pronta resolução, com desparecimento do nódulo. Nos nódulos sólidos não ocorre a saída de líquido e o material obtido é utilizado para preparar uma lâmina que é enviada ao patologista para análise e diagnóstico.

Como principais vantagens apresenta baixo custo e alta disponibilidade, o que permite sua aplicação em qualquer ambulatório/ consultório. Nos casos de cistos mamários resolve-os com a pronta aspiração. Nos casos de nódulos palpáveis, permite o envio de células para diagnóstico com rapidez, facilidade e baixo custo. Isto permite que a paciente ganhe tempo na obtenção do diagnóstico e planejamento adequado da conduta.

Como desvantagens, não permite a diferenciação entre tumores in situ ou invasivos, além de não ser possível realizar o exame de imunohistoquímica.

Ainda pode ser indicada na avaliação de linfonodos axilares, quando necessita-se saber o envolvimento destes, na programação de quimioterapia neoadjuvante e radioterapia adjuvante.

Em resumo, o uso da PAAF representa método simples e prático de obtenção de diagnóstico com baixo custo, principalmente em nódulos palpáveis.

Na suspeita clínica e radiológica de câncer, um paaf negativo não exclui o diagnóstico e deve-se prosseguir a investigação.

Compartilhar