Cirurgias do Câncer de Mama

Dr. Eduardo Millen comenta neste vídeo que as cirurgias realizadas para o tratamento do câncer de mama, tem o objetivo de trazer o máximo de informação sobre a biologia tumoral, retirar o tumor e promover o menor dano possível, de forma que a paciente se restabeleça completamente sem sequelas.

São divididas em cirurgias mamárias conservadoras (segmento de mama, quadrantectomia, cirurgias de lesões não palpáveis), incluindo também as cirurgias oncoplásticas, quando associa-se técnicas de plástica mamária.

As mastectomias retiram todo ou quase todo o conteúdo mamário. Podem preservar a pele (“skin sparing”) ou a pele e complexo aréolo papilar (Nipple Sparing), com finalidade de facilitar a reconstrução e promover menor dano possível).

As cirurgias axilares, são feitas nos casos de tumores invasivos, para pesquisar se há comprometimento além da mama, também dos linfonodos axilares.

Dividem-se em biópsia do linfonodo sentinela e em casos de exceção a linfadenectomia axilar ou esvaziamento axilar, como habitualmente conhecido.

Compartilhar