Câncer será a principal causa de mortalidade no mundo até 2030.

Atualmente o câncer é a segunda principal causa de mortalidade no mundo, sendo superado apenas pelas doenças cardiovasculares. Porém com o aumento da sua incidência e de sua mortalidade, estima-se que dentro de no máximo uma década ele supere as doenças cardiovasculares e se torne a principal causa de mortalidade no mundo.

Câncer será a principal causa de mortalidade no mundo até 2030

Assim como no mundo, o Brasil não está fora dessa estatística. O câncer já é a principal causa de morte em 10% dos municípios brasileiros. A constatação é de levantamento realizado pelo Observatório de Oncologia. Um dos dados que chamam a atenção é que 80% das cidades onde o câncer é a principal causa de morte estão concentradas nas regiões Sul e Sudeste, justamente as mais desenvolvidas do Brasil, onde a expectativa de vida é maior e onde o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é mais alto. O Nordeste soma 9% desses municípios; seguido do Centro-Oeste (7%) e do Norte (4%).

O câncer de mama representa uma alta proporção dessa fatia, pois trata-se da principal neoplasia em incidência e mortalidade no mundo (e no Brasil) entre as mulheres. Dentro de seus fatores de risco podemos destacar a idade, o envelhecimento, histórico reprodutivo, histórico familiar, consumo de álcool, excesso de peso e sedentarismo. Todos esses, fatores que estão se modificando muito na mulher moderna nos últimos anos e podem ser o responsável pelo aumento de incidência e mortalidade do câncer de mama.

Para sua prevenção podemos atuar de forma primária (reduzindo a chance dele aparecer) através de hábitos saudáveis de vida como alimentação adequada, prática de atividade física, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, do fumo e manter o peso dentro da faixa ideal. Existe evidência científica robusta que mulheres que mantenham essas recomendações apresentam um risco 30% menor de desenvolver câncer de mama do que mulheres que não seguem essas recomendações.

Já quando falamos em prevenção secundária (fazer diagnóstico inicial, quando as chances de cura são muito maiores e os tratamentos muito menos agressivos) a recomendação atual da Sociedade Brasileira de Mastologia é que mulheres de risco normal realizem a mamografia anualmente após os 40 anos de idade. Mulheres com fatores de risco significativos, principalmente aquelas com histórico familiar importante, devem procurar um mastologista para uma acurada avaliação de risco e estratégias de rastreamento adequada.

Dados atuais e interessantes sobre o câncer:

  • O câncer é a segunda principal causa de morte no mundo e é responsável por cerca de 9,6 milhões de mortes em 2018.
  • Globalmente, cerca de 1 em cada 6 mortes é devido ao câncer.
  • Aproximadamente 70% das mortes por câncer ocorrem em países com renda baixa ou média.
  • Cerca de um terço das mortes por câncer são devidas aos cinco principais fatores de riscos comportamentais e alimentares: alto índice de massa corporal, baixa ingestão de frutas e vegetais, falta de atividade física, uso de tabaco e uso de álcool.
  • O uso do tabaco é o fator de risco mais importante para o câncer e é responsável por aproximadamente 22% das mortes por câncer.
  • O impacto econômico do câncer é significativo e está aumentando. O custo econômico anual total do câncer em 2010 foi estimado em aproximadamente 1,16 trilhão de dólares.
  • Apenas 1 em cada 5 países de baixa e média renda possui os dados necessários para conduzir a política de câncer.
Autores:
Compartilhar