Dyeissika de Moraes

Eu venci o câncer de mama e resolvi falar sobre o que eu tenho aprendido!

Dyeissika de Moraes

Eu sempre me cuidei, fazendo meus exames de rotina anualmente, em 2014 fiz uma ultrassom das mamas e apareceu um nódulo na minha mama esquerda, bem pequeno, levei o resultado ao médico e ele disse que não era nada, era só para acompanhar. Ok então. Em 2015 novamente fazendo os exames de rotina… Novidade, apareceu mais 1 nódulo na mesma mama, levei o resultado ao médico e ele disse a mesma coisa, não é nada. Vamos acompanhar.  Então decidi mudar de médico. Mudei, levei para ele os meus exames e então ele pediu para que eu suspendesse o uso do anticoncepcional, pois os nódulos poderiam aumentar por causa do anticoncepcional. Então eu suspendi. E continuei acompanhando… Em 2016 os nódulos estavam do mesmo jeito.. em 2017 aumentaram um pouco mas ainda não eram suspeitos. Em 2018 eles aumentam muito de tamanho, e além deles apareceu uma íngua/linfonodo na minha axila, então o médico me encaminhou para o mastologista que me pediu uma biópsia. Vejam a importância de ir em consultas regularmente com mastologista!

Dia 28 de março de 2018…

Eu recebi a pior notícia da minha vida!

Diagnóstico: CÂNCER DE MAMA, carcinoma ductal invasivo. Aos 28 anos!

Fiquei sem chão, passei mal, não conseguia nem falar, senti muito medo!  Fiquei uns 3 dias com um aperto no coração, uma angustia, cabeça a milhão!

No quarto dia eu acordei melhor, e me sentindo forte, e pronta para enfrentar essa guerra! E com muita muita fé!

Então vamos lá…. Fui ao médico para saber sobre o tratamento, 16 sessões de quimioterapia, cirurgia, radioterapia e hormonioterapia por 5 anos.

Ok Dr.

Aí ele se lembrou de um detalhe… Ahh seus cabelos vão cair! Novamente meu coração se partia, mas paciência faz parte do tratamento, eu estava em busca da CURA, cabelo cresce.

Então dia 18 de abril eu estava pronta para a primeira quimio, resolvi cortar meu cabelo, deixei curtinho. Após 15 dias, segunda quimioterapia, uma semana depois meus cabelos começaram a cair, mas caía muito, ele soltava sozinho da minha cabeça.

Enfim careca, mas firme e forte em busca da cura.

Então junto com as sessões de quimioterapia vieram as dores articulares, dores no corpo, fadiga…. E vários outros efeitos colaterais.

Bom…. Dia 17 de agosto tomei a última quimio da minha VIDA. Um mês depois chegava o grande dia, a cirurgia, mastectonia bilateral, dia de tirar de mim o que nunca me pertenceu. Eu estava me sentindo segura, pois estava nas mãos de excelentes profissionais!

Depois de 6 horas de cirurgia eu estava livre, com muita dor, mas livre, com 3 drenos, mas livre.

Então 8 dias depois fui a uma consulta de pós operatório, aí recebi várias notícias boas, mas a melhor foi, VOCÊ ESTÁ LIVRE DE DOENÇA.

A melhor notícia da minha vida.

Passar por tudo isso não foi nada fácil, mas eu venci.

E com tudo isso aprendi o valor da vida, o valor da família. Hoje vejo tudo com outros olhos. Sinto apenas gratidão!

ESSA GUERRA EU VENCI!

E sem dúvidas alguma eu não conseguiria sem a excepcional equipe médica, que escolheu o melhor tratamento, que me acolheu, e que até hoje faz toda diferença na minha vida!

Sigo em acompanhamento, indo as consultas regularmente.

É surreal parar pra pensar no quanto de sorte eu tive por ter conseguido um diagnóstico precoce e por encontrar o caminho da cura!

Hoje estou com 31 anos, meus cabelos cresceram, a calmaria voltou, levo a vida de uma forma leve e serena, cuido ainda mais de mim, da minha saúde, da minha alimentação, faço pesca esportiva (uma das coisas que mais gosto de fazer na minha), viajo, pratico yôga….

Eu renasci, ressurgi!

É possível vencer!

Sou grata pela minha vida, pela minha saúde! Gratidão me define!

Estamos juntas, você também vai conseguir!

Compartilhar