Karla Veruska de Sousa Silva Dias

Eu venci o Câncer de Mama!

Karla Veruska de Souza Silva Dias

Enfrentei minha mortalidade no momento que me achava invencível! Sou Karla Veruska, fui diagnosticada com câncer de mama em fevereiro de 2017, aos 37 anos. Até hoje não escutei frase pior do que: você tem câncer.

Em determinado momento senti um misto de sentimentos, angústias, solidão, medo e culpa. Não era fácil enfrentar a vida, ter um marido jovem, uma filha pequena, ter uma carreira profissional a cuidar; estar no auge da vida e o câncer simplesmente te puxa o tapete.

Já fazem dois anos que terminaram minhas quimioterapias, não estou mais careca, os cabelos cresceram, porém o tratamento continua e lido diariamente com fadigas , os efeitos de uma menopausa precoce e uma função debilitada do meu braço, fruto de um esvaziamento axilar. É o “novo normal” que o câncer me proporcionou.

Em contrapartida, o câncer me apresentou uma nova visão de mundo, antes o que era obscuro e não havia nenhum entendimento, hoje virou luz e propósitos de vida.

O câncer trouxe pra mim amizades verdadeiras, amigas que passaram pela mesma angústia e hoje sorriem ao meu lado; o câncer me fez cursar gastronomia, curso que almejava fazer, porém num futuro que só Deus poderia saber; o câncer me deu novos rumos, novas ideias, um novo ideal!

O câncer ensina, mesmo com todas as deficiências trazidas pelo tratamento longo e doloroso, que somos mulheres incríveis, fortes e determinadas. O câncer faz as pessoas te admirarem e o melhor, nos traz um processo de auto conhecimento maravilhoso. Digo que o câncer é a piscadela da vida que concede a oportunidade que cada um necessita para poder reflorescer.

Compartilhar