Rose Paiva

Eu venci o Câncer de Mama!

Rosineide Socorro Paiva Frota

Aos 48 anos descobri dois nódulos malignos na mama direita. O diagnóstico divergia entre os exames de Utrassonografia, Mamografia e Ressonância Magnética. Com a sensação de “perder o chão”, os meus sentimentos eram os mais diversos. Cheguei a ter vontade de desistir. Nessa hora o apoio da família e dos amigos foi fundamental para reavivar a minha fé e esperança. O acolhimento do meu médico mastologista e da equipe de especialistas que me atendeu também foi definitivo para eu ter a compreensão de que aquele diagnóstico não significava um fim. Era um recomeço! A vida me chamava para continuar caminhando de um jeito mais consciente.

Passei por duas cirurgias e 25 sessões de radioterapia. Cinco meses depois do início do tratamento estava voltando para a minha rotina. Ainda tenho cinco anos de medicação (Tamoxifeno) pela frente. Não é fácil, mas é possível. No meu caso, particularmente, estava longe de casa e das pessoas que mais amo, pois decidi buscar tratamento médico “fora de minha cidade”. Senti medo, senti saudade, senti dor, mas também senti que nunca estive sozinha. Confiar em Deus, confiar em meus médicos e acreditar que o melhor da vida ainda estava por vir foi o que me manteve firme. Foi o que me direcionou para a cura.

Sim, hoje estou curada! Também estou mais madura e consciente de que a saúde não pode ser negligenciada. Sigo vigilante. Entendi que não tem trabalho, dinheiro ou qualquer outro compromisso que mereça mais atenção que os cuidados com o meu próprio corpo. O câncer de mama é uma dura realidade no “universo cor-de-rosa”, mas tem solução. Quanto antes for diagnosticado, melhor. Esse capítulo da minha história começou em março de 2020 e seis meses depois estou aqui escrevendo novos rumos.

Poema de minha prima – Dora Paula (10/10/2019)

Outubro rosa
É mês do amor
Toque de vida
Cura pra dor.

Não tenha medo
Você não está só
E sabendo logo
Será melhor!

Faça auto exame
E consultas de rotina
Inclua mamografia
Isso é coisa de menina
Menina esperta
Quero dizer.
Que se ama,
Se cuida,
Que sabe viver.

Mas Outubro rosa
É só um alerta
A qualquer momento,
Se dê uma incerta!
É sempre tempo de prevenir
Se toque,
Se ame
Não vale fugir.

E se complicar
Se o inverno chegar
E o coração partir

Não desista da cura
No limão, há doçura
Você vai decidir.
Viva o hoje, agora
O amanhã, logo vem
Não somatize a demora
Pois sua vida é um bem.
Outubro Rosa
Bandeira de luta da Mulher
Somos uma por todas
E todas por uma,
Para o que der e vier!

Compartilhar