Skip to main content
search
Quem tem prótese ou implante de mama pode fazer mamografia?

A resposta é sim! Mas o fato é que a realização da mamografia em mulheres que usam prótese mamária ainda é um assunto que gera muitas dúvidas.

O medo de romper a prótese durante o exame mamográfico ou de que a presença da prótese prejudique a qualidade do exame são questionamentos frequentes feitos por quem têm prótese ou que pretendem colocar.

Confira algumas informações para entender melhor sobre o assunto.

Conheça alguns dos cuidados para fazer a mamografia

Já foi dito que a mamografia para mulheres com prótese ou implante pode ser realizada normalmente. Porém, alguns cuidados deverão ser tomados, para evitar danos à prótese e para que a mamografia seja mais assertiva:

  • Informar à técnica que realiza o exame sobre a presença do implante;
  • Informar há quanto tempo tem a prótese e se tem alguma queixa correlacionada, isto porque normalmente só devemos realizar mamografia após um ano que a prótese foi colocada, pois é um exame que exige pressões e deslocamentos do tecido das mamas, para que toda a área da mama possa ser analisada;
  • O aparelho de mamografia será ajustado para exercer pressão adequada sobre os implantes, diminuindo o risco de ruptura;
  • Serão realizadas radiografias adicionais através da manobra de Eklund. Esta manobra tem por objetivo diminuir a influência do silicone na visualização do tecido mamário, pois a compressão é feita apenas sobre o tecido mamário, que é deslocando anteriormente. Normalmente mulheres com o implante submuscular tem deslocamento melhor com exposição completa da glândula mamária. A inserção do implante pode ser realizada atrás do músculo peitoral ou da glândula mamária, visando o resultado estético esperado e considerando as características anatômicas da paciente.
  • Levar todos os exames anteriores relacionados à mama (filmes e laudos) para que médico possa realizar a análise comparativa.

Existe diferença no resultado da mamografia?

Mesmo com os cuidados descritos acima, a acurácia da mamografia nas portadoras de próteses é considerada um pouco mais baixa.
Estudos apontam que a presença de prótese mamária pode reduzir em até 30% a capacidade da mamografia para diagnóstico precoce do câncer de mama. É também importante que o exame seja realizado em clínicas de confiança com controle de qualidade rígido, e que seja analisado por profissionais qualificados. Isso tornará a mamografia mais conclusiva.

Em caso de dúvida, o médico poderá solicitar exames complementares, como a ultrassonografia ou ressonância magnética.

E se o próximo passo for a realização de biópsia? Não se preocupe, pois também é possível a realização de procedimentos minimamente invasivos mesmo na presença de prótese ou implante.

Conclusão

Em relação a possibilidade de o exame de mamografia causar algum dano à prótese, é um evento muito raro, mas pode acontecer. Devido a compressão que atua sobre os implantes e os tecidos mamários adjacentes, há casos descritos de roturas, deslocamentos ou rotações de implantes associados à mamografia. O risco de complicações parece ser maior para implantes em uso já há muitos anos. É importante ressaltar que esses relatos são extremamente raros, e de forma geral se considera que a mamografia seja muito segura para os implantes. Os benefícios da detecção precoce do câncer de mama, superam eventuais riscos de complicações.

A mamografia, sem dúvida, é o exame mais importante no diagnóstico precoce do câncer de mama e pode sim ser realizada por quem tem implante ou prótese mamária.

Texto escrito por:

Dr. Heverton Leal Amorim

CRM/Pb 5330
Mastologista (RQE 3763)
Área de atuação Mamografia (RQE 3208)
Área de atuação Ultrassonografia (RQE 3990)
[email protected]
Responsável pelo setor de imagem mamária da UD Diagnóstico por imagem João Pessoa Pb.

Dra. Lise Reis Melo

CRM/Pb 7950
Mastologista ( RQE 4439)
Área de atuação Mamografia ( RQE 6874)
[email protected]
Setor de imagem mamária da UD Diagnóstico por imagem João Pessoa Pb.

Portal Câncer de Mama Brasil

Portal Câncer de Mama Brasil

Dr. Eduardo Millen • Rio de Janeiro/RJ – CRM-RJ: 5263960-5
Dr. Felipe Zerwes • Porto Alegre/RS – CRM-RS: 19.262
Dr. Francisco Pimentel Cavalcante • Fortaleza/CE – CRM-CE: 7.765
Dr. Guilherme Novita • São Paulo/SP – CRM-SP: 97.408
Dr. Hélio Rubens de Oliveira Filho • Curitiba/PR – CRM-PR: 20.748
Dr. João Henrique Penna Reis • Belo Horizonte/MG – CRM-MG: 24.791

Close Menu