Quimioterapia branca

A expressão QUIMIOTERAPIA BRANCA refere-se a um conjunto de medicações quimioterápicas utilizado no tratamento do câncer de mama, que apresentam coloração transparente ou branca junto ao frasco da aplicação endovenosa. Referido frequentemente em comparação com outras medicações também utilizadas com coloração vermelha (Quimioterapia vermelha).

Quimioterapia branca

Quais são as QUIMIOTERAPIAS BRANCAS?
Mais comumente são as medicações paclitaxel, docetaxel, carboplatina, ciclofosfamida entre outras. As características de cor das medicações não tem nenhuma relação com o potencial de efeito, tampouco com o grau ou intensidade de ação ou toxicidade.
Esses quimioterápicos podem ser utilizados em combinação de mais de uma medicação ou sozinhos. São usualmente capazes de atacar células malignas diretamente bem como células não doentes do corpo da paciente, podendo de alguma forma causar efeitos colaterais.

Quais os nomes comerciais e formas de aplicação das QUIMIOTERAPIAS BRANCAS ?

  • PACLITAXEL (nome comercial TAXOL®, pode ser encontrado como medicamento genérico com nome de Ontax, Paclitax, Paclired, Onxel e outros).
  • DOCETAXEL (nome comercial TAXOTERE®, pode ser encontrado como medicamento genérico com nome de Docelibbs, Oncodocel, Docetere, entre outros)
  • CICLOFOSFAMIDA nome comercial GENUXAL®, pode ser encontrado como medicamento genérico com seu próprio nome genérico.

As Quimioterapias Brancas são vendidas na forma de ampolas injetáveis e devem ser administradas somente em hospitais ou clínicas, pois necessitam ser manipuladas (preparadas) por um farmacêutico, conforme prescrição do oncologista. As doses são calculadas por uma relação com o peso e tamanho de cada paciente.

Quais são as indicações das QUIMIOTERAPIAS BRANCAS?
As QUIMIOTERAPIAS BRANCAS são indicadas para quimioterapia de pacientes com câncer de mama, praticamente todos os tipos com indicação de quimioterapia. Podem ser empregadas antes da cirurgia da mama (neoadjuvante), pós a cirurgia como complementação ao tratamento com intenção curativa (adjuvante) ou, no tratamento de doença avançada com metástases fora da mama.

Quais são os principais efeitos colaterais das QUIMIOTERAPIAS BRANCAS?
Os efeitos colaterais dessas medicações são variados e podem depender da dose empregada em relação ao momento da quimioterapia. Frequentemente podem ocorrer quedas nos valores dos exames de sangue, indicadores de defesas por contagem dos glóbulos brancos. Podem ocorrer perda de cabelos, náusea, vômitos, formigamento em mãos ou pés, cansaço, fadiga, alteração da função renal e outros menos frequentes. Felizmente na grande maioria dos casos esses efeitos são de nível leve a moderado, podendo ser manejados de forma ambulatorial, sem a necessidade de internação hospitalar.

CONCLUSÃO: QUIMIOTERAPIAS BRANCAS são medicações muito frequentemente empregadas no câncer de mama por potente ação antitumoral, capazes de reduzir um tumor na mama antes da cirurgia, reduzir o risco de recorrência do câncer de mama após sua remoção, ou tratar metástases. Apesar de serem medicações relativamente seguras, podem existir efeitos colaterais graves, sendo assim, seu uso só deve ser feito após prescrição médica.


Autores:

Dr. Alan Arrieira Azambuja, MD, PhD – CRM RS 24857
Oncologista Clínico, Gestor Oncologia Clínica no Hospital Mãe de Deus-POA/RS, Professor Escola de Medicina PUCRS

Instagram: @dr.alanazambuja

Compartilhar