Rita Paris

Eu venci o Câncer de Mama

Rita de Fatima Paris de Carvalho

Olá, sou Rita Paris.

É muito bom falar de algo delicado em minha vida que deu certo…
Tudo começou em agosto de 2015, quando passei pela ginecologista em uma consulta de rotina. Nesta data eu estava levando uma mamografia pedido por ela.
Após examinar, me disse que eu precisava passar por um mastologista, com isso logo questionei… “É algo preocupante, pois o pedido é urgente?”
Ela, com toda diplomacia de um médico, falou de uma suspeita de câncer. Contudo, o mastologista era a indicação precisa.
Pediu que eu não protelasse a consulta, assim fiz.

NO MASTOLOGISTA.
Após examinar, imediatamente solicitou a biópsia e outros exames. Embora toda sua experiência, relatou uma provável neoplasia maligna de mama esquerda.
Com os exames em mãos, principalmente a biópsia, veio o resultado confirmando a suspeita (câncer de mama maligno).
Quando meu médico deu o resultado, não acreditei… “Porque eu?” – Foi uma surpresa!
Na hora me vi chorar, meus olhos lagrimejavam em frente ao meu médico.
Eu escutava com atenção enquanto ele explicava o que deveria fazer diante daquele quadro. Sugeriu que fizéssemos logo a cirurgia.
O diagnóstico histológico revelou, carcinoma invasivo.
É certo…não é fácil ser diagnosticada com câncer!
Mas vamos ver o lado bom… serei grata à DEUS por tudo isso.
Sai do consultório com a certeza de que era real o diagnóstico, então me preparei para contar ao meu marido e filhos. Fui o trajeto todo até minha casa dirigindo e chorando, chamei todos e contei. Pedi que me dessem força para suportar tudo.
Minha família é linda e unida, tive suporte de vária maneiras, apoio incondicional e sabia que não estava sozinha. Todos sempre muito atentos comigo.
Sabemos que a tecnologia é grande e temos tudo ao nosso alcance!
A inovação a favor da prevenção está em constante evolução, e com esse avanço temos muitas opções.
Num cenário onde temos tantos recursos não tem como NÃO SE TRATAR!
Com essa notícia vinda do diagnóstico, vem um turbilhão de pensamentos na cabeça. Chorei sim, mas tratei o assunto com carinho, não ignorei e fui buscar a solução.
“Vou perder cabelo?”
“Como vai ficar minha mama?”
Depois vem relatos de tanta gente, mas resolvi não escutar. Já sabia das notícias normais. Também fui categórica em deletar pessoas que adoram falar e dar “notícias” que não nos faz bem. Delete mesmo!
Sinceramente, procurei não ficar na internet procurando informações. É muito confuso nesse momento. Procurei tirar minhas dúvidas somente com meu médico, pois minha confiança era neles. Sempre solícitos e carinhosos em esclarecer.
Temos opção de chorar e lamentar ou enfrentar o problema. Decidi viver as etapas, por mais que possa ser difícil.
Assim meu médico marcou o procedimento e explicou como seria a cirurgia.
O processo começou com exames do tipo biópsia, mamografias, anátomos. Por fim, todos prontos.
Vou encarar meu tratamento, com uma vontade insuperável de vencer!
Confio em Deus, por isso fui buscar minha fé e paz interior para enfrentar.
Minha saúde, felicidade e alegria é minha prioridade!
O CÂNCER DE MAMA TEM CURA!
“São etapas e vou passar confiante.”

Outubro, mês do procedimento.
“OUTUBRO ROSA” não podia ser melhor!
É o mês do meu aniversário, com a campanha resolvi unir tudo que eu estava passando e falar desse projeto. Era um tema para que as mulheres pudessem olhar o câncer de mama de outra forma, com SOLUÇÃO E CURA!
Cada um tem seu jeito, eu levei dessa forma!
Resolvi comemorar meu aniversario como sempre fiz. Adoro uma festa!
Com minha cirurgia marcada para o dia 20 de outubro de 2015, no dia 11, eu já estava em clima de SUPERAÇÃO! Celebrei minha vida, meus 53 anos!
Passada a semana, chegou o procedimento cirúrgico. Com médicos incríveis, profissionais e amorosos, fiz tudo o que era aconselhado a fim de não atrapalhar meu quadro clínico. Não queria sofrer por algo que não podia mudar.
A única opção que me dei foi de lutar, vencer e viver!
Acredito que diante de um tratamento você deve se sentir leve, feliz e sempre de bem com a vida. Relaxe e se desligue do que não é pessoal.
Sabemos que hoje os resultados são surpreendentes, não tem como não escutar a indicação de seu médico.
Conversei com meu médico cirurgião mastologista antes do procedimento, eu estava bem tranquila… ASSIM OPEREI!

A operação
A parte em que você menos tem que se preocupar.
A cirurgia foi um sucesso. Sem problemas, ocorreu tudo conforme planejado pelo médico. (Quadrantectomia com linfadenectomia axiliar de mama esquerda).
Após alguns dias comecei os tratamentos.

Tratamento
Primeiro a radioterapia. Depois os remédios via oral, onde tomaria por 5 anos. Também fiz uma série de fisioterapia.
Me sentia bem, sem desconfortos e meu tratamento foi bem tranquilo. No ínterim desses anos, fiz vários exames de rotina como procedimento de consulta e rastreamento.
Fazia consultas a cada 3 e depois a cada 6 meses, para saber como estava.
Evita fatores de risco, embora eu não fumava e nem tinha o hábito de beber. Seguia um ritmo de vida saudável, com exercícios e alimentação boa. Por algumas vezes me foi oferecido medicamentos para distimia, mas eu não tomei pela atitude de querer ser forte e consegui me controlar sem medicação.
Passei por uma tristeza, e essa com certeza tinha um motivo óbvio, o falecimento de minha mãe no auge de seus 80 anos, linda e NÃO de câncer.
Eu tinha somente 6 meses de operada…e mais uma vez me fiz forte e fui cuidar de mim!!
No relato do meu tratamento quero abordar constantemente a superação. Vamos olhar além daquilo que vivemos.
Otimismo, fé e gratidão sempre!!
Devemos levar a vida em plenitude.
Mulher é guerreira, instruída com tantos recursos para se cuidar, fazer o autoexame, ir ao médico para rotinas, se AMAR, se CUIDAR, e se TOCAR!!
Depois do câncer, descobrimos uma nova mulher em nós. Portanto, a partir daí, devemos viver intensamente.
Não digo que é bom ter um diagnóstico desse, mas temos que tirar proveito dessa experiência e voltar os olhos para as coisas boas da vida.
Sabemos que nossa imunidade fica baixa e sua autoestima comprometida, mas não é o fim, e sim o começo de uma nova vida!
Ser FELIZ traz resultados bons, eu acredito!
Vamos ser livres, sonhar, abraçar, e valorizar o viver!
Que possamos nos emocionar com nossa história, sendo plena, linda e bela!
Tenho marido, filhos e um neto lindo. Viver é minha prioridade para estar com eles.
Confesso…vou sempre dizer que sou privilegiada!
Estou aqui, já se passaram 5 anos.
Também não posso esquecer, sou muito grata aos médicos que nos assisti no tratamento. Devo a eles meu sucesso, pois com carinho e atenção meu processo clínico e emocional foi o melhor!
Não deixei de fazer o que gosto, ou quero, e mantive minha rotina. Viajei normalmente e passei a sair mais com minhas amigas.
Meu intuito em falar é incentivar as mulheres a serem fortes, e terem uma vontade insuperável de vencer a enfermidade.
Tenha plena confiança de que é possível, temos que encarar com acompanhamento médico, tratamento e força!
Nosso instinto de sobrevivência é o nosso combustível para SUPERAR!
Vamos compartilhar nossas histórias incríveis e celebrar a vida!
Viva a “PREVENÇÃO” do câncer de mama! O diagnóstico precoce é muito importante e a chance de cura é SURPREENDENTE!
BORA SER FELIZ! É isto que sinto e passo à frente!
MINHA HISTÓRIA, MEU MILAGRE!
**** VENCI O CÂNCER DE MAMA***

Compartilhar